"Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las."
Voltaire

tradutor

terça-feira, 10 de abril de 2012

OPERAÇÃO MONTE CARLO: “E AGORA, PROFESSOR?”

“Se queres convencer alguém sem qualquer debate, use de poder suas cintilantes palavras.”

O Estado de Goiás tem sido o centro das atenções durante estas últimas semanas na imprensa nacional devido a Operação Monte Carlo. Esta que foi deflagrada pela Polícia Federal, e que “paralisou” uma enorme quadrilha de atuação em jogos ilegais. Dentre os envolvidos estão, além do Chefão do bando, agentes públicos – políticos, policiais, servidores administrativos – e outros civis em paralelo. Fato que não só choca, mas entristece toda a população goiana, pois ela vê que seus homens públicos são os verdadeiros corruptos e corruptores na sociedade.

No Brasil, é proibido jogos de máquinas ou de azar, porque são jogos manipulados para o apostador nunca vencer. Dessa forma, empresários espertalhões lucram com o vício de pessoas que gastam seu sofrido dinheiro nessa exploração sem fim. Foi assim que Carlos Augusto Ramos (o Carlinhos Cachoeira) fazia fortuna até cerca de 40 dias atrás, antes de ser preso. Além dele, não foram presos outros envolvidos no esquema de importância tão elevada como policiais, servidores administrativos, nem deputados federais e o tão visto Senhor senador Demóstenes Torres.

O ex-senador do DEM – Demóstenes Torres – era o pupilo de Cachoeira nas negociatas da facção. A sua função essencial em Brasília, constava em propor leis e medidas que, de certa forma, permitissem o jogo criminoso e sua possível absolvição (caso fossem descobertos). Entre as mais de 300 ligações gravadas pela PF, algumas mostram o bicheiro e o senador esquematizando formas de burlar a Constituição. O site Lei dos Homens teve acesso a toda a documentação do processo. Muitos deles contêm segredo de Justiça ou tiveram autorização para interceptações telefônicas, quebras de sigilo bancário, fiscal e de e-mails. Todos os documentos chegam a quase um gigabyte de tamanho: http://www.leidoshomens.com.br/index.php/noticias/acesse-aqui-todos-os-documentos-da-operacao-monte-carlo/ .


Não só Demóstenes tem o rabo preso com Carlinhos, mas também Rubens Otoni (PT), Jovair Arantes (PTB), Sandes Júnior (PP), Carlos Alberto Leréia (PSDB) e Stepan Nercessian (PPS-RJ) têm rolo com o bicheiro. Cachoeira estava envolvido também na Secretária da Educação do Estado de Goiás (que “acabara” de sair de um sufoco dos professores), em que uma das gravações feita em 09/06/11 pontuam o ex-secretário Thiago Peixoto (PSD), e o recém desfiliado da SEMARH-GO (Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos de Goiás) Leonardo Vilela (PSDB). Os escândalos se avolumam, e cada vez mais pressionam o atual governador Marconi Perillo (PSDB), dos porquês de dentro da polícia, por exemplo, existir um grupo especializado em defender o território do jogo ilegal.


Em suma: Goiás virou reduto do crime, infelizmente. Por quê? Por que um senador que demonstrava ter voz de honesto - “pega ladrão, prende ladrão” –, e que recebia R$ 42000,00 líquidos, resolveu vestir a manta negra do crime? E os deputados? E os policiais? Por quê? Estamos estupefatos. Agora, Demóstenes poderá ser julgado (igual aos deputados) pelo Conselho de Ética (o mesmo que absolveu Jaqueline Roriz do mensalão comprovado em vídeo) e, pela Lei Ficha Limpa, já estaria inelegível até 2027. Segundo a filosofia de Maquiavel é impossível combinar a moral e a política, pois são esferas inconciliáveis. Creio que Demóstenes seguiu tanto os outros preceitos de manipulação no poder, que se esqueceu do básico mandamento de vida: escolher com quem andar.

***As 10 melhores frases de Demóstenes - via UOL
/

***Operação Monte Carlo



***VÍDEOS:

*Gravação mostra conversa entre Demóstenes e Cachoeira:



*Demóstenes deixa o DEM e reclama de prejulgamento público:




*Pré-candidatos do DEM se preocupam com caso Demóstenes - por Fernando Mitre:




*Carlinhos Cachoeira pode ter violado e-mails de políticos:






*Entrevista - Governador Marconi Perillo à TV Record (03/04/12):


*Entrevista - Governador Marconi Perillo à TV Anhanguera: